Histórico

Entre os anos 90 e 2000 houve na Universidade uma emissora de rádio intitulada Alternativa UFMS, emitida na Frequência Modulada 107,7. A programação contava com grande participação dos alunos do curso de Jornalismo que se utilizavam do veículo para o experimentalismo. A partir de 1999, sob monitoria, foram integrados à rádio, alunos de outros cursos, ampliando a participação acadêmica e diversificando a grade, mesclando informações jornalísticas, humor e discussões sobre as áreas da ciência com músicas. Shows no câmpus, na Concha Acústica e até festivais foram transmitidos ao vivo, como o Primeiro Festival de Música Brasileira promovido pelo programa “Já Basta!” realizado no estacionamento do teatro Glauce Rocha. Em 2000 foram instaladas nos corredores da UFMS também caixas de som, que, após o fechamento da emissora em 2002, continuaram a transmitir os programas experimentais produzidos no Laboratório de Radiojornalismo.

A Universidade protocolou em abril de 2009, no Departamento de Outorga de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações (MiniCom), um ofício requerendo autorização para instalar uma Estação FM no câmpus em Campo Grande. A concessão, no entanto, só foi publicada pelo MiniCom no Diário Oficial cerca de um ano depois do requerimento, no dia 12 de abril de 2010. Os trâmites para a instalação foram então iniciados, mas a Instituição ainda teve de aguardar a assinatura de um termo de cessão junto à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), antiga Radiobrás, pois as outorgas das emissoras educativas passaram a ser de responsabilidade desta empresa. No dia 19 de fevereiro de 2013 então, a Reitora assinou em Brasília, junto com o presidente da EBC Nelson Breve, o termo de cessão de exploração de emissora de rádio, firmado entre a EBC e a UFMS.

A partir da assinatura a administração pôde licitar os equipamentos e finalizar a etapa de infraestrutura já iniciada na Cidade Universitária. A Instituição obteve também a concessão pública para o funcionamento da emissora junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O processo foi demorado, mas totalmente transparente, com a devida divulgação de cada etapa e dos procedimentos a todos os interessados. A administração se empenhou para implantar a FM Educativa para que o veículo efetivamente funcione dentro dos preceitos de uma emissora educativa.

A concessão prevê que a FM UFMS 99.9 seja voltada à transmissão de programas exclusivamente educativo-culturais, não podendo ter caráter comercial nem fins lucrativos. Assim, a emissora contará apenas com apoio cultural.

No que tange à estrutura, a rádio possui uma torre de transmissão de 60 metros de altura, instalada próxima à unidade 6. O transmissor é de 1 KW garantindo o alcance das emissões para toda a cidade de Campo Grande. São dois estúdios, um para a transmissão ao vivo e outro para gravação e há também uma redação. Todos os equipamentos do estúdio já são digitais, o que faz com que esteja preparada para a mudança que deve ocorrer em breve nas transmissões em todo o país. A equipe que trabalha atualmente na emissora é composta por profissionais terceirizados e entre eles, todos os jornalistas contratados são egressos da graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da Universidade e são também Mestres em Comunicação pela UFMS.

Assim, no dia 21 de junho de 2016 foi inaugurada a emissora de rádio da UFMS, a FM Educativa UFMS 99.9. A rádio entrou no ar com transmissão experimental, mas com a grade de programação completa. Das 6h às 22h os ouvintes podem contar com programas diferenciados que contemplam a produção musical local; informação e utilidade pública; pluralidade educativo-cultural; divulgação da produção técnico-científica da Universidade e experimentalismo acadêmico.

MISSÃO

Oferecer produção e difusão de programação singular e plural de caráter educativo, cultural e informativo, não tendo caráter comercial e nem fins lucrativos.

VALORES

  • Respeito
  • Transparência
  • Cidadania
  • Diversidade
  • Qualidade
  • Inovação

OBJETIVOS

  • Produzir e difundir programação orientada para a educação, cultura, entretenimento e informação privilegiando a música popular brasileira, sem deixar de lado a diversidade cultural de Mato Grosso do Sul;

  • Produzir, editar e veicular conteúdo jornalístico que respeite a inteligência, desenvolva a sensibilidade e estimule a reflexão;

  • Incentivar e ampliar a formação cultural e educativa, atuando em conjunto com os sistemas de ensino, fortalecendo a educação básica e superior, a educação permanente, cultural, pedagógica e de orientação profissional;

  • Difundir as atividades institucionais, culturais, científicas e desportivas da UFMS e de suas diversas unidades e campi;

  • Estabelecer uma grade de programação que contemple a promoção da cultura nacional, estimule a produção regional e a produção independente;

  • Promover o acesso à informação por meio da pluralidade de fontes, com respeito aos valores éticos e sociais, e sem nenhum tipo de discriminação;

  • Oferecer espaço para debate público acerca de temas de relevância local, regional e nacional a fim de desenvolver a consciência crítica e a cidadania, bem como garantir o direito à informação, à livre expressão do pensamento, à criação e à comunicação.